terça-feira, 28 de janeiro de 2020

RENAJ COMEMORA 20 ANOS COM LANÇAMENTO DA TV-JOVEM

A RENAJ - Rede Nacional de Associações Juvenis da Guiné-Bissau comemora 20 anos de existência. A comemoração teve lugar na Casa dos Direitos com o lançamento da TVJ - a Televisão Jovem. Na sessão, esteve presente o Secretário de Estado da Juventude e Desporto e o Presidente da RENAJ.

Acompanhe as actividades da RENAJ.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

REPORTAGEM ESPECIAL SOBRE A CASA DOS DIREITOS NA SIC

Uma equipa da SIC esteve em Bissau durante a Quinzena dos Direitos e dá hoje a conhecer a história e o trabalho da Casa dos Direitos. Para ver na Reportagem Especial da SIC.

Esta é uma das reportagens da jornalista Susana André e do repórter de imagem João Venda sobre a Guiné-Bissau. A SIC viajou a convite da ACEP - Associação para a Cooperação Entre os Povos, e do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE, no âmbito do projeto "As ONG no Desenvolvimento e na Cidadania", financiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.



quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

PRÉMIO JORNALISMO & DIREITOS HUMANOS DISTINGUE TRABALHOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E ACOLHIMENTO DE DOENTES


O Prémio Jornalismo & Direitos Humanos, entregue no Dia Internacional dos Direitos Humanos (10 de Dezembro), distinguiu dois trabalhos de jornalistas guineenses:

- na Categoria Imprensa  - Aniceto Alves, do Jornal Nô Pintcha, com uma reportagem sobre a “Conferência Internacional de Educação Ambiental: crise ecológica e migrações”;

- e na Categoria Rádio - Nhima Aissatu Seide, da Rádio Capital FM, com uma reportagem sobre “Doentes da Casa de Acolhimento do INSS em Lisboa, sem teto”.




A cerimónia teve lugar no Palácio do Governo, sob a presidência da Ministra da Justiça e Direitos Humanos, Rute Monteiro, com a participação da Ministra da Saúde, dos Embaixadores de Portugal e da UE na mesa de honra, representantes do corpo diplomático, entre outras individualidades.

Esta iniciativa é promovida pela Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH), em parceria com a Associação para a Cooperação Entre os Povos (ACEP) e o Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento (CEsA/ISEG), no âmbito do Observatório dos Direitos, e conta com financiamento da Cooperação Portuguesa e da União Europeia.