terça-feira, 29 de outubro de 2019

CASA DOS DIREITOS LANÇA CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO
DO PRÉMIO "JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS"



Pelo sexto ano consecutivo, os promotores da Casa dos Direitos divulgam o galardão “Jornalismo e Direitos Humanos”, com o objectivo de reforçar o papel dos jornalistas enquanto agentes de mudança de mentalidades na sociedade guineense, estimulando a construção de uma cultura de participação democrática e cívica, com vista à promoção e à defesa dos direitos humanos.

O concurso inclui um prémio de 150.000 CFA e um conjunto de livros sobre a temática dos direitos humanos para cada uma das categorias seguintes:
a) Imprensa escrita de âmbito nacional;
b) Rádio de âmbito nacional ou comunitária;
c) Televisão de âmbito nacional ou comunitário.

O período para entrega das candidaturas começa a 29 de Outubro de 2019 e termina a 19 de Novembro de 2019, nos seguintes endereços:
a) Entrega por correio eletrónico: lgdh6@hotmail.com ou observatoriodireitos.gb@gmail.com;
b) Entrega em suporte papel: na Casa dos Direitos, Rua Guerra Mendes, Bissau.
O regulamento do prémio pode ser consultado aqui.

O anúncio dos vencedores do concurso e a respectiva cerimónia de entrega dos prémios serão realizadas nas celebrações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, a 10 de Dezembro.

Esta 6.ª edição do prémio conta com o apoio financeiro da Cooperação Portuguesa.

segunda-feira, 29 de julho de 2019

MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS PORTUGUÊS
DE VISITA À CASA DOS DIREITOS

Uma comitiva oficial do Governo português, liderada pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva, visitou a Casa dos Direitos no passado sábado, dia 27 de Julho. Da comitiva fizeram parte também a Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Teresa Ribeiro, o Presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, Luís Faro Ramos, e o Embaixador de Portugal na Guiné-Bissau, António Alves de Carvalho. O Governo guineense esteve representado pela Ministra da Mulher, Família e Protecção Social, Cadi Seidi.




Os convidados foram recebidos por diversos representantes de organizações da sociedade civil que integram o consórcio da Casa dos Direitos, nomeadamente Augusto Mário da Silva (Liga Guineense dos Direitos Humanos), Aissatu Camará Indjai (RENLUV), Gueri Gomes (Rede Nacional de Associações Juvenis), Fernando Cá (Associação dos Amigos da Criança) e Filomena Ferreira (coordenadora da Casa dos Direitos).






A comitiva teve oportunidade de fazer uma visita guiada às instalações da Casa, nomeadamente ao espaço-memória sobre a história do edifício da Casa, ao centro de recursos e ao salão principal. A visita serviu ainda para fazer ponto de situação sobre os projectos da Casa em curso, nomeadamente aquele financiado pela Cooperação Portuguesa. No final, foram oferecidas as principais publicações produzidas pela Casa ao longo dos últimos anos.


sexta-feira, 31 de maio de 2019

COMISSÃO COORDENADORA PARA CRIAÇÃO DE ESPAÇO DE CONCERTAÇÃO ELEITA

As ONG reunidas ontem para discutir a criação de um Espaço de Concertação e Acção das ONGs na Guiné-Bissau elegeram a comissão coordenadora para a sua constituição, após um dia de discussão e de trabalho no Centro Cultural do Quelele.

A Comissão de Coordenação é composta por cinco ONG nacionais e duas estrangeiras, nomeadamente a ACEP, a LVIA, a Tiniguena, OGD, RENLUV, Plataforma de ONGs de Bafatá e Tchitchor.



Segundo Miguel de Barros, da ONG TINIGUENA e um dos membros da Comissão Coordenadora, "o desafio que nos assiste hoje na Guiné-Bissau passa pela capacidade de trabalharmos com comunidades, agirmos de forma colaborativa, concertar com os atores a acção pública em torno das políticas voltadas para as pessoas e deste modo, melhorar os níveis do bem-estar e democracia".


segunda-feira, 1 de abril de 2019

CASA DOS DIREITOS ORGANIZOU RODA DE MULHERES
COM DEPUTADAS RECÉM-ELEITAS À ANP

A Roda de Mulheres, organizada pela Casa dos Direitos a propósito do Dia Internacional da Mulher, este ano reuniu as deputadas recém-eleitas à Assembleia Nacional Popular para uma sessão na Casa sobre as prioridades da agenda da mulher para a nova legislatura.

Cinco das 13 deputadas participaram no debate que contou com a presença de membros de organizações da sociedade civil, investigadores e decisores políticos, entre outros participantes. Entre os temas abordados estavam a Lei da Paridade, os grandes desafios da mulher candidata nas eleições e os desafios da mulher na recente legislatura.