domingo, 3 de maio de 2020

DIA DA LIBERDADE DE IMPRENSA: GUINÉ-BISSAU NA 94.ª POSIÇÃO

A Guiné-Bissau ocupa a 94.ª posição do Índice de Liberdade de Imprensa, dos Repórteres Sem Fronteiras (desceu 5 posições no último ano). De acordo com o relatório divulgado pela organização, o impasse político dos últimos anos polarizou os media e os jornalistas, deixando-os vulneráveis à influência e pressão política. Em Fevereiro de 2020, militares ocuparam as sedes da estação de rádio nacional e da TGB, a televisão pública. Há relatos de que diversas rádios privadas têm também sido alvo de pressões e ameaças.

A Casa dos Direitos e as organizações-membro têm procurado fortalecer e contribuir para a promoção da liberdade de imprensa, enquanto condição primordial para o reforço da democracia e para a promoção da paz no país.

Sem comentários:

Publicar um comentário