quinta-feira, 21 de maio de 2020

DEBATE ONLINE: O DIREITO À SAÚDE EM TEMPOS DE PANDEMIA















O Direito à Saúde em Tempos de Pandemia foi a questão abordada no primeiro debate online de Diálogo(s) com a Sociedade. Falamos com Victor Madrigal, representante da AIDA (Ayuda, Intercambio y Desarollo) na Guiné-Bissau e Inácio Costa, responsável da gestão clínica do COES (Centro de Operações de Emergência Sanitária).

A COVID-19 atinge proporções alarmantes na Guiné-Bissau e expõe uma situação complicada no já complexo e frágil sistema de saúde público. Estamos na terceira declaração do estado de emergência, que termina no dia 26 de Maio. A quantas andamos na luta contra o Covid-19? Até finais de Abril a Guiné-Bissau tinha identificado aproximadamente 100 casos de coronavírus. Apesar das medidas de emergência implementadas, a curva continua a subir. Os casos já passam de mil e entramos numa nova fase da epidemia com a constatação de transmissão comunitária na capital. Qual o nível do alcance das medidas de prevenção adotadas, quais são os possíveis estrangulamentos? Será que estamos a testar o suficiente, não estará na altura de mudar de estratégia tendo em conta o aumento exponencial de casos positivos? E o que está a acontecer às outras doenças, que apesar de serem menos mediática também matam?



O que são dos Direitos Humanos nesta batalha? Como garantir o direito à saúde em tempos como estes, se mesmo antes do coronavírus o país já sofria de dificuldades crónicas em garantir a efectividade do direito à saúde pública de qualidade à população, tal como o tratamento médico, remédios, consultas e ações preventivas de saúde. Como podemos agora fazer face a um surto pandêmico desta magnitude?

Este tempo com os nossos convidados deu para perceber algumas das coisas que têm que mudar. Segundo eles, é necessário trabalhar de forma emergencial e montar políticas públicas contra o vírus, ou seja reunir, integrar e cooperar com as forças possíveis para que num futuro próximo consigamos ultrapassar o desafio. A solução a curto prazo para evitar a disseminação passa necessariamente pelo isolamento social, mas esta abordagem deve ser acompanhada por medidas sociais e econômicas de apoio à população.

Pode assistir ao debate completo no Facebook da Casa dos Direitos clicando aqui: https://www.facebook.com/CasadosDireitosGB/videos/268459414283783/

--
Da Casa dos Direitos para a Guiné-Bissau e da Guiné-Bissau para o mundo este é o nosso contributo. Acompanhe os Diálogos nas nossas redes sociais (Facebook e Instagram) e neste blog. Participe! Venha pensar e debater connosco!

Sem comentários:

Publicar um comentário